«Sonhar a subir»/«sonhar em subir»/«sonhar subir»…

«Com tantos pecados cometidos, nem sequer posso sonhar a subir ao reino dos céus», ou «Com tantos pecados cometidos, nem sequer posso sonhar em subir ao reino dos céus», ou «Com tantos pecados cometidos, nem sequer posso sonhar subir ao reino dos céus»?

No Dicionário Houaiss encontra-se a frase exemplificativa «sonha em ser advogado». Resta saber se esta construção se usa em português de Portugal.

Como na frase em questão o verbo sonhar é seguido de outro verbo no infinitivo (sonhar + infinitivo), há duas formas possíveis para o mesmo enunciado:

«Com tantos pecados cometidos, nem sequer posso sonhar subir ao reino dos céus» e «Com tantos pecados cometidos, nem sequer posso sonhar em subir ao reino dos céus.»

A sintaxe do verbo sonhar, significando «desejar» e/ou «entregar-se a fantasias», prevê três construções:

— sem preposição (+ sintagma nominal ou verbo no infinitivo):

«O seu primo sofre muito porque sonha o impossível.»

«Há mulheres que sonham encontrar o príncipe encantado.»

«O meu primo sonha ter poderes mágicos.»

«Sonho viajar por todo o mundo.»

— com a preposição em (somente seguida de verbo no infinitivo = + frase não finita):

«Sonho em viajar por todo o mundo.»

«O meu primo sonha em ter poderes mágicos.»

— com a preposição com (somente com sintagma nominal):

«O seu primo sofre muito porque sonha com o impossível.»

«Há muito que aquele físico sonha com o Prémio Nobel.»

«A menina ainda sonha com fadas e unicórnios que falam com ela.»

Nota: Estas formas/regências são comuns à variante europeia do português e à do Brasil. Assinala-se, ainda, uma resposta em que se coloca a hipótese da ocorrência de «sonhar com» + infinitivo, por analogia com os casos de «sonhar com» + sintagma nominal.

Fonte: Dicionário Gramatical dos Verbos Portugueses, da Texto Editores, 2007.

https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/a-sintaxe-do-verbo-sonhar/31730