qua, 08/10/08

por Sérgio Nogueira |

1ª) Qual é o plural de PRETO-VELHO?

Em palavras compostas formadas por um substantivo + um adjetivo, os dois elementos vão para o plural: PRETOS-VELHOS, guardas-civis, cachorros-quentes, bóias-frias, altos-relevos, altas-horas, curtas-metragens…


2ª) Qual é o plural de LUA-DE-MEL?

Em compostos com a preposição “de”, somente o primeiro elemento vai para o plural: LUAS-DE-MEL, pés-de-moleque, copos-de-leite, donas-de-casa, pores-do-sol, pães-de-ló…


3ª) LUAL ou LUAU?

Aquela festa informal que se realiza na praia à noite é LUAU.


4ª) Ficção-científica OU ficção científica?

O correto é escrever FICÇÃO CIENTÍFICA sem hífen, pois não se trata de uma palavra composta. Temos duas palavras independentes: um substantivo (ficção) qualificado por um adjetivo (científica).


5ª)
6ª) Das 22h a 0h OU das 22 a 0h?

A dúvida do leitor é se deve ou não pôr o “h” depois do “22”.
É bom pôr o “h”, mas o problema maior é a falta do acento indicativo da crase. O correto é: das 22h à 0h ou das 22h à meia-noite.


7ª) Andar a pé OU à pé?

O correto é “andar a pé” (sem acento grave).
Embora seja um adjunto adverbial de modo, não há crase pois “pé” é um substantivo masculino.

As locuções adverbiais (lugar, tempo, modo…) recebem o acento indicativo da crase quando formadas por palavras femininas: sentar-se à mesa, bater à porta, entrar à direita, vigiar à distância, sair à noite, errar às vezes, vender à vista, viver à toa, falar às claras, sair às escuras, coser à mão…

Não devemos confundir com aqueles casos em que subentendemos a locução “à moda de”: filé à francesa, bife à milanesa, bacalhau à Gomes de Sá, churrasco à Osvaldo Aranha, versos à Bilac…


8ª) Criança mau-educada OU má-educada?

Nem um nem outro. O correto é MAL-EDUCADA.

1ª) MAU é adjetivo e se opõe a BOM (acompanha substantivos): mau-caráter, mau profissional, mau uso, mau humor;

2ª) MÁ é o feminino de MAU: má educação, má hora e lugar, má notícia, má forma;

3ª) MAL é advérbio e se opõe a BEM (acompanha verbos ou adjetivos): “Ele comportou-se mal”; “Ela fala muito mal”; “As crianças foram mal educadas pelos pais”.

Devemos escrever com hífen quando formar um adjetivo ou um substantivo composto e a palavra seguinte começar por “h” ou por vogais: “Ela é uma criança mal-educada”; “Houve um grande mal-estar”; “Ele estava mal-humorado”; “Era um produto mal-acabado”. Se a palavra seguinte começar por uma letra diferente de “h” e vogais, devemos escrever “tudo junto”: “Ela é uma criança malcriada”; “Ela é uma malcasada”; “É um produto malfeito”.


9º) Preconceito OU pré-conceito?

O correto é preconceito.
Com o prefixo “pré-“, só usamos hífen, quando ele é tônico: pré-colombiano, pré-coma, pré-contrato, pré-cozido, pré-datado, pré-estréia, pré-vestibular…

Quando o prefixo “pre” é átono, escrevemos “junto”: preconceito, preconcebido, precocidade, precogitação, precognição, preconizar, predeterminar…


Teste da semana

Assinale a opção que completa corretamente as lacunas das frases a seguir:
1ª) “Isso nunca _______”;
2ª) “Ela sempre se ____________”;
3ª) “O juiz ______________ o caso”.

(a) vareia / maqueia / intermedeia;
(b) varia / maquia / intermedia;
(c) vareia / maquia / intermedia;
(d) varia / maqueia / intermedeia;
(e) varia / maquia / intermedeia.


Resposta do teste: letra (e). Os verbos terminados em “-iar” são regulares: ele anuncia, copia, premia, varia, maquia… São irregulares somente os verbos mediar (e intermediar), ansiar, remediar, incendiar e odiar (= grupo do MARIO): ele medeia, intermedeia, anseia, remedeia, incendeia e odeia.